09 março 2008

ESTIVE LÁ ...JUNTO COM MAIS 99.999. AGORA VOLTEM A REPETIR QUE SÃO SÓ MILITANTES E DO PARTIDO COMUNISTA QUE ANDAM NISTO



QUERO DIZER AO SR. MIGUEL SOUSA TAVARES QUE SE INFORME ANTES DE ESCREVER ASNEIRAS, COMO FEZ ONTEM NO EXPRESSO... OS PROFESSORES NÃO ESTÃO TODOS COLOCADOS POR 3 ANOS: EU TENHO QUASE 20 ANOS DE SERVIÇO E NUNCA TRABALHEI DOIS ANOS SEGUIDOS NA MESMA ESCOLA. ALÉM DISSO ESTOU A 125 KM DE CASA: ACHA QUE DEVO ESTAR CONTENTE?

5 comentários:

lapa disse...

Parecem-me democratas a mais num país tão pequeno.
Cuidado, dá para desconfiar...

ARISTIDES DUARTE disse...

Essa não percebi, ó LAPA

Anónimo disse...

Legitimidade

Bem mais do que metade de uma classe profissional saiu à rua e disse basta. À noite, a ministra avaliou as consequências da manifestação. Ouvindo o que disse, percebe-se que diria exactamente o mesmo quer a manif contasse com 5000 pessoas quer contasse com 500000.

Compreendo que, neste braço de ferro, a ministra não pode recuar. Por outro lado, não é admissível, em democracia, que uma manifestação sectorial que envolve 100 000 portugueses seja ignorada. Pergunto aos historiadores do século XX, alguma vez em Portugal houve uma manifestação sectorial que envolvesse tanta gente? Independentemente das culpas, chegou-se ao ponto de não retorno.

A esta situação de ruptura, acresce a forma provocatória como este governo pauta a sua acção. O último exemplo foi o de mandar polícias a dezenas e dezenas de Escolas fazer o levantamento de quem pretendia participar na manif. À ruptura negocial com uma classe profissional imensa, desrespeitada e fundamental, adiciona-se agora uma situação de ruptura democrática.

Das duas uma, ou esta reforma das Escolas não é fundamental ou este governo deixou de ter condições políticas para com legitimidade democrática cumprir o seu programa. Se for este o caso, só encontro uma saída. A demissão do governo. Devia ser Sócrates a pedi-la.
LA-C March 9, 2008 11:02 am

Aristides disse...

Tem razão caro amigo anónimo. Pelo que isto só se resolve com MEDIADORES, equidistantes de ambas as partes.

Aristides disse...

O Miguel Sousa Tavares é reincidente nas mentiras quando se trata dos professores. Deve haver alguma frustração mal resolvida na cabeça desse imbecil (não gosto nem costumo usar insultos,mas há pessoas que me fazem sair do sério, além de que, aplicado ao MST imbecil nem seja um insulto). O melhor mesmo era tratar-se, ou então passar um mês como tantos milhares de professores são obrigados a passar. Que se junte ao Rangel, que fazem uma bela parelha
Abraço, amigo Aristides