29 março 2010

LOCAIS DE VENDA DO LIVRO E CONTEÚDO

O livro encontra-se à venda nas lojas Prog CD's (em Lisboa) e CDGO.COM (no Porto). Pode ser encomendado pelos seus sites em www.progcds.com e www.cdgo.com
Também pode ser encomendado directamente para o meu e-mail: akapunkrural@gmail.com
Também se encontra à venda no site do miau, em www.miau.pt (secção discos de vinil música portuguesa)
Conteúdo: Biografias de Adelaide Ferreira,Alarme, Alcoolémia, António Manuel Ribeiro, Archétypo 120, Bramassaji, Corpo Diplomático, FM, Grupo de Baile, José Cid, Manifesto, Mata-Ratos, Os Jets, Quinteto Académico, Satan's Saints, Tarantula, URB, Xarhanga, Xeque Mate
Entrevistas com: Daniel Bacelar, António Manuel Ribeiro, Manelito (Alcoolémia), Manuel Barreto (Ananga- Ranga),Carlos Barata (Kama-Sutra), Aurélio Malva(Manifesto), Eduardo Rocha (FM), João San Payo (Peste & Sida), João Moutinho, Jorge Trindade (Iodo), José Serra (Aqui D'el Rock), Luís Beethoven (Ópera Nova e FAS), Luís Miguéns (Hosanna), António Garcez (Roxigénio), Luís Miguel Luz (Perspectiva), Tó Andrade (Go Graal Blues Band), Sérgio Castro (Arte & Ofício),Zymon (Blasted Mechanism),etc., etc.
onde todos relatam episódios curiosos e desconhecidos, para além de fazerem uma análise ao fenómeno do Rock português, Relatos de concertos com Arte & Ofício, Faíscas, Taxi, Jáfumega, Tantra, UHF e Xutos (este dois últimos no início das carreiras).
Mais bibliografia, curiosidades do Rock português, memorabilia, fotos de concertos, etc.
Alguns comentários de quem já leu o livro:


Paulo Martins disse...
Caro amigo! Tudo bem?
Antes de mais, queria agradecer-te o envio do teu livro :-)
Estou, neste momento, a proceder ao desvaste da informação nele contida e, como nas anteriores edições, acho-o sumarento de informação, mormente no que toca a bandas pré-punk (se o termo é exacto...) uma vez que é uma área na qual apenas recentemente me interessei.
Não posso deixar de te agradecer, também, a inclusão do artigo sobre os Archétypo 120, não só no seu carácter biográfico mas, também, pelos teus comentários e impressões sobre o projecto :-)
Um grande abraço e que venha o terceiro ;-)
Paulo Martins

Domingo, Março 14, 2010
Rui Martins disse...
Amigo Aristides: A loja Prog CD's em Lisboa é na Calçada do Carmo? Será que o livro ainda está disponivel?
Abraço.

Domingo, Março 14, 2010

Exactamente, caro Rui Martins. É na Calçada do Carmo. O livro está disponível nessa loja.


Domingo, Março 14, 2010

O que disse o DJ Billy num e-mail que me enviou:
Era para referir que gostei imenso do livro, obrigado pela dedicatória e pela referência sobre os vários sites de música portuguesa.



Vou ser sincero, o alinhamento dos capítulos está um pouco confuso, mas o conteúdo é excelente!!!



Não se aprende na net este tipo de curiosidades, só vivendo mesmo…



Gostei tanto que queria perguntar se ainda tem exemplares do primeiro volume.








Parabéns pelo excelente livro, espero que haja possibilidade de lançar um terceiro volume!!!

Terça-feira, Março 16, 2010
Nelson disse...
Olá!
Venho desta forma agradecer a publicação deste livro, que se torna emocionante quer pela vertente histórica do rock que se fez em Portugal, quer pelo entusiasmo do autor que também fez parte desse mesmo movimento. Acho que se torna indespensável a todos aqueles que querem saber um pouco mais sobre o rock em Portugal. Acho que de uma forma geral o livro está excelente.
Parabéns,
Nelson Santo



Quarta-feira, Março 17, 2010
Billy disse...
********************

Atrasei-me em publicar o meu comentário aqui no blog, mas volto a confirmar as palavras que enviei ao Aristides (ver acima o comentário do autor em meu nome).

Há histórias, curiosidades, sentimentos e acções relatadas que só vivendo esses momentos dá para sentir toda a envolvência.

Mas este livro traz-nos algum ´calor` desse ambiente...

Parabéns MESMO, Aristides!

Cá esperamos que tenha tempo e paciência para um terceiro volume!

Os amantes de música portuguesa agradecem.


********************

Terça-feira, Março 23, 2010
Bourbonese (autor do excelente blog UNDER REVIEW) disse...
Eu ainda estou a ler... Contrariamente ao que inicialmente esperava estou a gostar muita mais da segunda parte (entrevistas) que da primeira (biografias). Depois deixo feedback no Under Review.


Sérgio Castro (dos Arte & Ofício) disse: Já chegou o livro. Impecável. Traz entrevistas interessantes e elucidativas. É sem dúvida uma leitura agradável e divertida, ao mesmo tempo que é elucidativa de muito do se passou naquela época.
grande abraço Sergio Castro




GOSTARIA DE CONTINUAR A RECEBER FEEDBACK NESTE BLOG DE QUEM JÁ LEU O LIVRO

28 março 2010

NOITE de ROCK PORTUGUÊS

Noite 80 de Rock: ROCKLUSO + DJ José CIDra

O Projecto Rockluso nasceu em 2003 com o objectivo de homenagear o rock português que se fez na década de 80, que influenciou várias gerações, colocando o rock definitivamente "dentro" da cultura portuguesa. Assim, a banda procura recriar os grandes exitos da altura (GNR, UHF, Táxi, Xutos, Rádio Macau, etc.), bem como dar destaque a bandas que não conseguiram alcançar o sucesso (NZZN, Iodo, Roquivários, Streetkids, etc). Os concertos da banda são complementados com uma componente multimédia, através de um filme que nos traz á memória imagens marcantes da história recente. O projecto Rockluso pela sua versatilidade tem um já consideravel numero de concertos "nas pernas", quer sejam em bares, festivais, festas, concentrações motards, etc.

Os ROCKLUSO voltam agora ao palco da A.D.C. Ega, depois de se terem estreado por lá na 1ª edição do ROCK N' A.D.EGA.
Este grupo de músicos bastante experimentados faz-nos reviver os grandes êxitos do Rock Português do anos '80 e não há ninguém que consiga ficar indiferente!
A festa pela noite dentro continuará animada com a presença do magnífico Dj José CIDra! 3 de ABRIL às 23 HORAS em EGA

21 março 2010

HISTÓRIAS DO ROCK PORTUGUÊS

Sabia que há um single do Grupo de Baile com os temas "Dança, Dança, Dança" e "Vocalista Rock" , quase desconhecido de toda a gente?
Sabia que Adelaide Ferreira tentou a internacionalização, abandonando o apelido?
Sabe como surgiu o nome da banda Corpo Diplomático?
Sabe quem pagou a gravação do LP "Procurem Na Sara" , dos FM?
Sabe de que EP dos Petrus Castrus foi José Cid produtor?
O organista dos Jets pertenceu a um famoso (a nível mundial) grupo originário de Espanha. Qual?
Qual a banda que deu origem aos Xeque- Mate?
Os Alarme estarão de regresso?
Sabe qual era o palco que , há muitos anos, a organização propôs aos UHF, em Vieira de Leiria?
Sabe onde é que os músicos de um famoso grupo dos anos 70 escondiam o dinheiro para comprar instrumentos musicais, nos Estados Unidos, quando era proibido levar divisas para fora do país?
Sabe qual foi o músico de bandas famosas nos anos 70 e 80 que disse aos fãs para apredejarem a GNR, quase acabando preso?
Sabe onde dormiram os músicos dos FM , quando foram tocar ao Rock Rendez Vous?
Um músico dos anos 80 vendeu 15.000 cópias de um single, mas nem um tostão ganhou. Quem foi?
Qual a banda portuguesa,dos anos 80, que incendiava um órgão no final dos concertos?
Quais os músicos, de uma famosa banda dos anos 70,que tiveram que manietar um promotor que tinha ficado com a recita de um concerto, quando ele puxou de pistola, não querendo dar aquilo que não lhe pertencia?
Qual a banda dos anos 70 e 80 que tinha um espectáculo de "Theatre Rock", em cima do palco?

TODAS ESTAS E MUITAS MAIS HISTÓRIAS ESTÃO NO 2º VOLUME DE "MEMÓRIAS DO ROCK PORTUGUÊS"

20 março 2010

Uma foto dos regressados EX-VOTOS

Uma foto dos GNR, nos anos 80

Uma foto dos SPECULLUM BAND (em 1975) que estiveram na génese dos FM



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE FM e SPECULLUM BAND no 2.º Volume do livro "Memórias do Rock Português"

A capa do , recentemente reeditado em vinil, LP dos JESSE & JAMES

BUNNYRANCH

Notícias de ANÍBAL MIRANDA

SITE REMODELADO convidam-se os visitantes a comentar na "Comments Box"


O link do site
http://www.wix.com/TSMSociety/The-Southsea-Music-Society


Disco disponivel para download neste link


http://www.cdbaby.com/cd/tsms

Uma foto dos Amazing Flying Pony

17 março 2010

A OPINIÃO DE SÉRGIO CASTRO (dos ARTE & OFÍCIO e TRABALHADORES DO COMÉRCIO) SOBRE O LIVRO

Já chegou o livro. Impecável. Traz entrevistas interessantes e elucidativas. É sem dúvida uma leitura agradável e divertida, ao mesmo tempo que é elucidativa de muito do se passou naquela época.
grande abraço Sergio Castro

14 março 2010

LOCAIS DE VENDA DO LIVRO E CONTEÚDO

O livro encontra-se à venda nas lojas Prog CD's (em Lisboa) e CDGO.COM (no Porto). Pode ser encomendado pelos seus sites em www.progcds.com e www.cdgo.com
Também pode ser encomendado directamente para o meu e-mail: akapunkrural@gmail.com
Também se encontra à venda no site do miau, em www.miau.pt (secção discos de vinil música portuguesa)
Conteúdo: Biografias de Adelaide Ferreira,Alarme, Alcoolémia, António Manuel Ribeiro, Archétypo 120, Bramassaji, Corpo Diplomático, FM, Grupo de Baile, José Cid, Manifesto, Mata-Ratos, Os Jets, Quinteto Académico, Satan's Saints, Tarantula, URB, Xarhanga, Xeque Mate
Entrevistas com: Daniel Bacelar, António Manuel Ribeiro, Manelito (Alcoolémia), Manuel Barreto (Ananga- Ranga),Carlos Barata (Kama-Sutra), Aurélio Malva(Manifesto), Eduardo Rocha (FM), João San Payo (Peste & Sida), João Moutinho, Jorge Trindade (Iodo), José Serra (Aqui D'el Rock), Luís Beethoven (Ópera Nova e FAS), Luís Miguéns (Hosanna), António Garcez (Roxigénio), Luís Miguel Luz (Perspectiva), Tó Andrade (Go Graal Blues Band), Sérgio Castro (Arte & Ofício),Zymon (Blasted Mechanism),etc., etc.
onde todos relatam episódios curiosos e desconhecidos, para além de fazerem uma análise ao fenómeno do Rock português, Relatos de concertos com Arte & Ofício, Faíscas, Taxi, Jáfumega, Tantra, UHF e Xutos (este dois últimos no início das carreiras).
Mais bibliografia, curiosidades do Rock português, memorabilia, fotos de concertos, etc. GOSTARIA DE RECEBER FEEDBACK NESTE BLOG DE QUEM JÁ LEU O LIVRO

A contracapa do EP dos DA SEIVA NOVA

A capa do EP que inclui "Barca Bela" dos DA SEIVA NOVA , banda de Folk/Rock progressivo psicadélico (1973)

06 março 2010

Novidades FITA COLA

Uma foto dos VODKA LARANJA, ao vivo

Uma foto dos CROIX SAINTE (do blog O Velho Blitz)

Nova Banda 1, 5 L

Somos um Power trio de Rock cantado em portugês com uma média de idades de 18 anos. Gravámos um EP no Marduc Studios com o produtor Marco Jung (dapunksportif). O nosso myspace é www.myspace.com/abanda15l e temos 2 temas integrantes do EP disponíveis para ouvir.

Um comentário de Armindo da Costa retirado (com vénia) do Blog A TROMPA

Sendo um dos pioneiros no uso da internet (o meu site teve início em Maio de 1999 mas já em 1997 estava listado com outro nome) nunca me ocorreu fazer uma única busca do nome Armindo Rock ou Armindo do Rock. Alguma vez tinha que ser a primeira (foi há 2 dias) e assim tive acesso a dois blogs;
http://estado.blog.com/tag/portugal/
http://rockemportugal.blogspot.com/
Ainda não tive oportunidade de ler o livro Memórias do Rock Português, mas há um desconhecimento geral do que foi o movimento do rock no Norte de Portugal nos anos 60. Nada que me diminua enquanto intérprete, mas penso que faz falta conhecer algo sobre o assunto.
A partir de 1961 (aos meus 17 anos) com o nome de Armindo do Rock, acompanhado pelo conjunto Tony Araújo que já naquela altura estava equipado com guitarras fender e aparelhagem de som Semprini, muito em voga nos conjuntos italianos e usada também pela orquestra francesa Eddie Vartan.
Mais tarde fui co-fundador dos conjuntos Blusões Negros e Tártaros. Por certo não fui um ilustre desconhecido, pois além de ter realizado o primeiro festival de Rock e Twist em Portugal, Cinema Aguia D’Ouro, Porto, mereci o convite da parte do Empresário Vasco Morgado para actuar como cabeça de cartaz num dos espectáculos que ele realizou no Monumental aos Domingos. Apresentador; Henrique Mendes, outros artistas; Simone de Oliveira e Paula Ribas. No dia anterior, Sábado, participei num festival de rock com o Victor Gomes. Uma réplica desse festival foi mais tarde produzida no Teatro Sá da Bandeira, no Porto. Ao tempo fui sondado por um emissário do realizador (apresentou-se como tal) do filme “Pão Amor e Totobola”, para saber do meu interesse em participar no filme. Não tive qualquer disponibilidade e sei que o Zeca do Rock participou no referido filme.
Fiz vários espectáculos como cabeça de cartaz. Não tendo gravado qualquer disco (na Alvorada achavam que eu era maluco) andei nos lugares cimeiros para o Rei da Rádio (António Calvário). Largamente referido em várias revistas, tais como; Flama, Plateia, Crónica Feminina, Jornal Feminino, Jornal de Notícias (primeira página, 1/4 de página).
Cantei em inglês, francês e português, tendo sido autor de várias canções em Português, e por isso recebi cheques da Sociedade de Autores. O meu primeiro rock em português data de 1961 com o título “Eu quero o rock”.
Ao tempo recebia mais de 400 cartas por mês pedindo fotografias autografadas.
Fui o único artista português convidado por Vasco Morgado para actuar com Sylvie Vartan e Eddie Vartan, no Pavilhão dos Desportos, no Porto. Fiz a primeira parte e a Sylvie Vartan fechou o espectáculo.
Mais tarde voltei a ser convidado por Vasco Morgado para actuar com Gilbert Bécaud. Enquanto estava a aguardar pelo contrato, a marca Deca impôs o conjunto João Paulo dos Açores.
Umas semanas depois, talvez para compensar a opção pelo conjunto João Paulo, fui convidado a actuar no Rivoli, no Porto, com o cantor francês Richard Anthony. Aceitei e prontifiquei-me a assinar o contrato, o qual impunha que também actuasse nos espectáculos de carnaval (4 dias) no Pavilhão dos Desportos no Porto. Porém não cumpri o contrato e deixei o empresário sem alternativa por recusa (à ultima da hora) do Tony Araújo (conjunto), porque o jovem sentiu-se amuado pelo facto de ter anunciado aos colegas do liceu que ia acompanhar o Armindo Rock no Rivoli com Gilbert Bécaud, mas depois quem apareceu no cartaz foi o conjunto João Paulo. Criancices! Senti que tinha sido uma ofensa para o Vasco Morgado, e a partir daí desisti da vida artística. Tinha 20 anos de idade.
Curiosidades: Vivi na Rua do Moreira 51, Porto. A 10 metros do meu prédio vivia o jovem Pedro Abrunhosa, a 60 metros Clara de Ovar e o jovem Machado Vaz, a uns 300 metros os conjuntos Walter Behrend, Pedro Osório, e os Blusões Negros (claro!).
Nos anos 60 abundavam os conjuntos de rock e música ligeira no Porto. Dos que conheci, sinto-me mal se não referir os seguintes nomes; Titãs, Sousa Pinto, Tony Hernandez, Os Espaciais.
Ao tempo, estes nomes do Sul eram populares; Os Conchas, conjunto Mistério, Fernando Conde, Victor Gomes e os Gatos Negros