20 março 2008

A propósito do vídeo , que já passou na RTP, sobre o caso do telemóvel retirado pela professora à aluna

Em declarações ao Expresso, o director-adjunto da Direcção Regional de Educação do Norte afirmou ter ordenado à escola a abertura de um inquérito, adiantando que o conselho executivo do estabelecimento não tinha, até esse momento, conhecimento do caso.


Relativamente aos alunos envolvidos neste caso, o presidente do conselho de escolas,´ Álvaro Almeida dos Santos, disse à Lusa que há um conjunto de medidas sancionatórias que podem ser aplicadas, que podem incluir a suspensão da escola ou mesmo a transferência para outro estabelecimento de ensino.

“As escolas têm algumas medidas ao seu alcance e compete-lhes usá-las. Neste caso concreto, a censura social que foi criada em torno da actuação dos alunos já é, por si só, uma medida pesada”, considerou.

TENHO CÁ PARA MIM QUE VAI FICAR TUDO EM "ÁGUAS DE FIEL AMIGO"...

4 comentários:

Bourbonese disse...

Eu cá para mim isto não fica em águas de bacalhau. Ainda vão punir é a professora. Estamos a viver um verdadeiro culto da mediocridade e facilitismo. Começo a ter saudades de DISCIPLINA! E já não sei se isso é ou não é perigoso...

rebel disse...

vinyl?!
só 45 rpm 7"
aqui:

http://discosvoadores.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

Caro Aristides,
Também sou Professor. Estive no dia 8 em Lisboa e considero que o que se passou nesta escola espelha em em mais de 90% a realidade da educação em Portugal - Facilitismo, indisciplina e impunidade.
O enxovalho a que foi subtida a nossa colega vai trazer-lhe danos psicológicos, profissionais e sociais irreparáveis. No fim ainda algum iluminado da IGE lhe vai atribuir culpas por não se saber dar ao respeito perante a turma.
Os alunos, esses... vão continuar por todo o país com este tipo de comportamentos até que em adultos verifiquem que foram enganados.
Quando é que Portugal acorda!!!???

PS. Proponho que através dos blogs e outros meios se crie uma linha de solidariedade para com a colega
MR-Abrantes

ARISTIDES DUARTE disse...

Caro MR

Concordo contigo. Agora só gostaria de ver o homem do berbequim e o do "Equador" a defenderem a aluna, para serem coerentes.
Os prof's não são uns "hooligans"?