29 abril 2009

Um pedido de António Manuel Ribeiro

Se alguém souber de alguma coisa, comunique:

Um pedido aos fãs da primeira hora



Entre meados de 1980 e 1982, os UHF tocavam ao vivo uma canção com o título “Rotina Versus Animal”, que nunca chegaram a gravar: a letra é assinada por António Manuel Ribeiro e a música por Carlos Peres. Pedíamos a todos os que ainda guardam cassetes gravadas com espectáculos desse tempo, que nos informem se tiverem algum material para análise, independentemente da qualidade da gravação.
No dia 1 de Abril de 1981 a RTP emitiu um programa intitulado “Espaço Rock”, gravado ao vivo no Teatro Villaret em Lisboa. Esta canção está no alinhamento do programa. Contacto para informações: amr@uhfrock.com.

23 abril 2009

A nova imagem dos BLASTED MECHANISM

Uma foto dos EX-VOTOS, nos anos 90

Os EX-VOTOS estão de regresso em 2009

Uma foto dos XUTOS & PONTAPÉS, ao vivo no início da sua carreira (ainda com Zé Leonel)

A capa do novo CD dos BLASTED MECHANISM , "Mind At Large"

> imagem dos BLASTED MECHANISM ,em 2009

18 abril 2009

RELATO DE UM CONCERTO DOS JÁFUMEGA , NA GUARDA, EM 1982

Os Jafumega formaram-se no Porto, em 1979.
Faziam parte da banda os irmãos Barreiros (Eugénio nas teclas e voz, Pedro no baixo e Mário na guitarra) que tinham pertencido ao grupo Mini – Pop, o qual teve um relativo sucesso no início dos anos 70, do século passado.
Para além destes, faziam parte da banda Luís Portugal (voz), Álvaro Marques (bateria) e José Nogueira (saxofone).
“Estamos Aí”, o seu primeiro disco era um LP, totalmente cantado em inglês. Foi lançado em 1980, pouco antes do “boom” do Rock português. Neste disco as vozes eram repartidas entre o vocalista principal (Luís Portugal) e Eugénio Barreiros.
Em 1981 lançam o single “Dá-me Lume” que continha, no lado B, o grande sucesso “Ribeira”. O refrão de “Ribeira” andava na boca de toda a gente (“A ponte é uma passagem… P’rá outra margem”). Aderiram, portanto à moda de cantar em português e em boa hora o fizeram.
No dia 31 de Janeiro de 1982 visitam a cidade da Guarda para um concerto integrado num Baile de Finalistas da Escola Secundária Afonso de Albuquerque.
Embora conhecidos do grande público não possuíam muito reportório, pelo que tiveram que recorrer às canções em inglês, do seu primeiro LP.
Nesse concerto também participou Rui Veloso (e a sua banda).
Os Jafumega apresentaram-se na Guarda sem o seu vocalista principal (Luís Portugal) que estava doente.
Mesmo assim, os Jafumega não deixaram os seus créditos por mãos alheias.
Eugénio Barreiros substituiu Luís Portugal nas vozes e o concerto foi fantástico. Só que existia uma diferença. A voz de Luís Portugal era (e é) aguda, próxima do falsete, e a de Eugénio Barreiros era grave. Ora, ouvir a “Ribeira” numa voz grave nunca imaginei ser possível. O que é certo é que Eugénio Barreiros não teve qualquer problema em cantar os temas que se tornaram famosos na voz de Luís Portugal.
Não sei se esta situação se repetiu mais alguma vez durante a existência dos Jafumega, que, durante a sua curta existência realizaram perto de 300 concertos.
Os Jafumega tinham alguns dos melhores músicos portugueses nas suas fileiras, pelo que, musicalmente, este concerto foi irrepreensível.
O concerto incluiu, para além de “Ribeira”, outros temas como “There You Are”, “Take Me To The Highway”, “Keep Your Girl” ou “Dá-me Lume”.
Também foram tocados alguns temas inéditos (que seriam editados algum tempo depois no LP “Jafumega”), tais como “Nó Cego” ou “Homem da Rádio”.
Este concerto, devido à situação anómala já descrita tornou-se, um dos concertos históricos a que assisti em toda a minha vida.
Os Jafumega regressariam à Guarda para outro concerto no mesmo palco no dia 14 de Março de 1984, quando já tinham uma carreira consolidada e só já cantavam temas em português. Também estive nesse concerto, mas gostei muito mais do concerto de Janeiro de 1982.

17 abril 2009

Uma foto dos DIAMANTES NEGROS, banda dos anos 60 (do blog Os Reis do Yé Yé)

FESTA DA REVOLUÇÃO

Na próxima sexta-feira 24 de Abril, véspera de feriado, a Void Creations vai organizar a FESTA DA REVOLUÇÃO em parceria com o Núcleo de Programação Cinematográfica.
Para celebrar os 35 anos do 25 de Abril, vamos dar uma festa que se vai fazer de liberdade e alegria e, para tal, contamos com a presença de várias bandas nacionais, dj's, soundsystems, sessões de cinema, uma feira e muita diversão!
O evento terá lugar no Santiago Alquimista, no coração da velha Lisboa, e vai abrir as portas pelas 21h. No espaço será possível assistir a sessões de cinema comemorativas do 25 de Abril e ainda fazer compras na nossa pequena feira de artesanato.
A entrada será livre até às 21h30!!!

Pela caída da noite, o início da festa vai dar-se com as sonoridades jamaicanas dos Riddim Culture, que prometem aquecer o palco principal ao ritmo envolvente do reggae, do dub, sem esquecer o ska, o rocksteady e até o afro beat.
Este soundsystem, que conta com cinco anos de existência, já colaborou com grandes nomes do reggae como os Black Uruhru ou os Gladiators e é composto por Papajuju (Terrakota), Ayala, Jahwise, Jawal e Clandestino.
Num registo mais alternativo-psicadélico-progressivo, mas sem desacelerar, o colectivo lisboeta Duas Semi Colcheias Invertidas vai continuar a animação. Nascidos em 2007 com membros de outros grupos, reúnem-se para fazer uma esquizofrenia sonora que alia sons e ruído e uma certa dose de improviso.

Seguem-se-lhe os três portuenses que têm dado que falar nos circuitos alternativo - os Olivetree Dance. O trio, nascido em 2003 pela mão de Renato Oliveira (Oliver), explora a fusão dos sons tribais com a música de dança acústica, que vagueia pelo trance, pelo drum ‘n bass e outros estilos do electrónico apenas com um didgeridoo, bateria e multipercussão.
Após terem vencido o concurso de Novos Talentos da Worten em 2009 e participado no álbum Novos Talentos FNAC, o disco de apresentação aguarda lançamento ainda no ano corrente. No currículo, conta com presença em diversos festivais de World Music: Universo Paralello – Brasil; os incontornáveis Boom Festival e Freedom Festival, Andanças, Festival Islâmico de Mértola e até apresentações na Índia.
Em paralelo, a sala Hamlet vai receber dj’s variados e novos talentos nacionais de sucesso como os Guta Naki, que escolheram uma pop sem muitos refrões e rock com algumas distorções e dos Kinds, que exploram caminhos alternativos dentro da pop ao fundir rock com electrónica e as mais variadas texturas.
Vão ainda tocar os lisboetas BLACKSEAT BINGO - compostos por O Manipulador (baixo), Red Fox (voz), Mwing H (bateria) e Mr Fraga (guitarra) – que se apresentam com um visual meio 50’s, meio glam, meio rock n roll. Recentemente, gravaram os seus devaneios de rock estilizado no EP Supper.
O VJ’ing estará a cargo de Clau, a.k.a. Psyberdoll. A VJ enveredou pelos audiovisuais a partir de 2005, depois de passar por formação académica em biotecnologia. A fusão entre o orgânico e tecnológico é uma das suas imagens de marca, explorando todas as potencialidades estéticas da biocibernética.
Nesta véspera de 25 de Abril, temos três espaços, cinco bandas, soundsystem, DJ’s, cinema, artesanato e animação.
A festa está pronta e só espera a tua presença.
Vem conosco celebrar a liberdade – pois a revolução será total ou não será mais revolução...!
Info:
Local: Santiago Alquimista
Hora: A partir das 21h00 até às 04h00
Morada: Rua de Santiago, nº19, 110-493 Lisboa
Metro: Rossio / Baixa-Chiado / Martim Moniz
Autocarros: 37
Eléctrico: 28
Comboio: Restauradores

Entrada: 5 cravos de Abril
A entrada será livre até às 21h30!!!

Contactos:
Void Creations
E-mail: voidcreations@gmail.com
Site: www.voidcreations.blogspot.com
Myspace: http://www.myspace.com/voidcreations
Hi5: http://voidcreations.hi5.com

15 abril 2009

"SEM EIRA NEM BEIRA" - POLÉMICA

A propósito de música e política , anda no ar uma polémica por causa do último álbum dos XUTOS & PONTAPÉS e do tema "Sem Eira Nem Beira".
Os pró-governamentais alegam que o guitarrista Zé Pedro é pró-Governo e apoia todas as políticas de Sócrates.
Será verdade?

13 abril 2009

FRED LESSING PROCURAM BATERISTA

Procuramos baterista experiente e com material próprio para projecto de rock progressivo (originais, não tocamos prog metal!). Ensaios bissemanais em Sintra. www.myspace.com/daymoonband. Agradecemos contacto por email (flessing@daymoon-music.com) ou telefone (219244004).


Fred Lessing